Opção do dia


Havia tempo desejava mostrar-lhes meu estilo. Por esse motivo, o post de hoje é composto de fotos com as minhas escolhas para o dia. A intenção aqui é mostrar que uma mistura de estilos pode, muitas vezes, compor um visual prático, casual e despojado.

Itens que há pouco tempo pertenciam unicamente ao guarda-roupas masculino, agora vestem perfeitamente moças interessadas em formas mais simples para o dia-a-dia. Como dito em post anterior, o estilo tomboy me agrada bastante. Não raramente é minha opção, por ser bastante confortável.

A camiseta de malha fine (textura quase transparente) listrada em preto e branco, de manga longa e com falso abotoamento central, ganha um complemento ideal para os dias mais frescos com a adição do cardigan “do vovô”. Em outros tempos, este casaco de malha com modelagem e abotoamento simples era usado somente por homens em ocasiões de lazer.

A calça jeans skinny em lavagem black dispensa apresentações. É um curinga muito prático e confortável. Possui uma tonalidade de lavagem bem disseminada e que, provavelmente, veio para ficar. Cabe à calça a função de neutralizar a composição.

Acessórios são fundamentais na composição de um estilo. Muitas vezes, a roupa escolhida passa uma mensagem de neutralidade, mas os acessórios podem e devem assumir a função de codificador de estilo.

Essa bolsa confeccionada em tecido brocado remete aos anos setenta (período do aspecto manufaturado). Com a aplicação de rebites, conquista uma aparência Boho Chic*.

O cachecol de algodão aquece o pescoço na medida certa. Pode ser apenas uma peça complementar e pode ser também o centro das atenções. Para tanto, basta escolhermos a cor certa para o nosso tom de pele. Por falar em tom de pele, fica aqui a minha promessa de num próximo post escrever sobre harmonização de cores x tons de pele.

Aqui fica também registrada a minha predileção por artigos retrô* ou vintage*. Estes óculos são o Clubmaster da Ray-Ban (na minha opinião, a melhor marca em termos de relação custo-benefício).

Óculos escuros são uma escolha bastante pessoal. Tem a ver com estilo e preferências. É inegável que para cada formato de rosto existe também um modelo ideal. Mas, tão importante quanto a estética, é o cuidado para que as lentes sejam de boa qualidade e possuam proteção contra os raios UV.

Seguidamente escolho essas pulseiras de tachas e chatôns. Sua essência rocker é quase tudo o que busco em um acessório.

O chapéu é um caso à parte. Ame-o ou deixe-o. Nem todas as pessoas são partidárias do chapéu. Mas lhes digo: faz toda a diferença em uma composição. Torna-a mais exclusiva e elegante, pois remete ao tempo quando as pessoas seguiam um código todo específico de se vestir.

Uma escolha acertada vai emoldurar o seu rosto e até mesmo destacar o seu corte de cabelo. De quebra, um chapéu ainda irá protegê-lo do sol e do vento.

Os oxfords podem ser os protagonistas quando a opção for um look masculino. Consagrados por aqui há no mínimo dois anos, são um refresco após a overdose das adoráveis sapatilhas.

Masculinos em sua origem, mas com diversas releituras femininas, são altamente confortáveis e fáceis de coordenar. Têm seu uso otimizado quando combinados a uma infinidade de modelagens: vão bem com calças, shorts, saias e até mesmo com macacões. Dobre a barra de suas calças e este calçado ganhará o destaque merecido.

*Boho Chic – Abreviação de Bohemian Chic. Trocando em miúdos, é um visual hippie mais contemporâneo, repaginado para os dias atuais.

*Retrô – Produto novo com aspecto de antigo. Refere-se a qualquer elemento que pretenda imitar itens das décadas de 40, 50 e 60.

*Vintage – Designa itens verdadeiramente antigos. Exemplo: um vestido concebido na década de 1950.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.