As novas apresentações do couro 4


Usar o couro como proteção para a pele é um atributo humano desde os tempos primordiais (vide os homens das cavernas).

Atualmente, não precisaríamos dispor deste recurso para nos vestirmos, mas o couro – que se tornou objeto de desejo de consumidores diversos – tem sido usado de maneiras as mais inusitadas graças a tecnologia têxtil atual.

Os novos tratamentos utilizados nesse material tornaram possível diminuir sua gramatura até o ponto de deixá-lo mais leve e pronto para ser utilizado em artigos de verão e em modelagens inéditas, como por exemplo, delicadas blusas femininas.

Nas imagens a seguir, vamos conferir o que tem sido confeccionado a partir do couro, a melhor maneira de vestir e a idade adequada para cada modelagem.

Shorts de couro:

shorts_couro2 cópia

Os shorts de couro não são exatamente uma novidade, mas esta é uma tendência que vem ganhando força nas últimas estações.

Por ser um item casual, mas de material nobre, pode ser combinado tanto com peças mais simples quanto com peças mais elaboradas (depende do impacto que se pretende causar). Nas fotos acima vemos diversas modelagens possíveis para esta peça.

Use com jaqueta de couro (visual rebelde), blusa com pérolas (visual lady like), blazer de alfaiataria (visual sofisticado), suéter de malha fina (visual confortável), tricô estilo feito a mão (visual romântico), camiseta mescla (visual despojado).

Evite se tiver passado dos 35 anos. 

Saia de couro:

saia_couro cópia

As saias de couro são nossas conhecidas desde a década de 1980. A novidade aqui fica por conta das novas texturas (mais elaboradas) e dos novos modelos, mais democráticos: sempre haverá algum que vestirá bem diferentes tipos de corpo. Portanto, escolha aquele que te favorece!

Use com blusa de malha (visual despojado), blusa estampada (visual fashionista), blusa transparente (visual sexy), blazer de alfaiataria (visual sofisticado), regata de seda (visual minimalista), conjunto texturizado (visual elegante).

Evite modelos excessivamente curtos em qualquer idade (a saia de couro pode ser usada por todas, desde que bem observada a questão do comprimento).

Calça de couro:

calcas_couro cópia

As calças de couro são o item mais desejado desta lista. Quem, nesta vida, jamais desejou parecer um rebelde do rock, feito Jim Morrison, quando ele usava seu par ininterruptamente? 

Aspirações a parte, a verdade é que, ao longo dos anos, essa peça adquiriu um status mais eclético, e mulheres dos mais variados estilos acrescentaram calças de couro ao seu vestuário apenas pelo prazer de usar uma peça que as deixa autoconfiantes e interessantes na hora.

Use com sobreposição de peças (visual relaxado), moletom mescla (visual atualizado), camisa de algodão (visual tradicional), casaco militar (visual fashionista), casaco de alfaiataria (visual chic), casaco com ombreiras pronunciadas (visual poderoso).

Evite se estiver muito acima do peso. Caso tenha mais de 50 anos, opte por tons mais claros. Também evite usar em conjunto com casado ou jaqueta de couro, porque além de envelhecer, o seu visual ficará muito datado.

Vestido de couro: 

vestidos_couro cópia

Os primeiros modelos surgiram na década de 1980. Durante a década de 1990, e a década de 2000, não os vimos por aí. Até que, a atriz Angelina Jolie usou um longo de couro na cerimonia de entrega do Oscar de 2005, então passamos a ver algumas propostas pipocar aqui e ali.

O vestido é, com certeza, a peça mais feminina no guarda-roupa das mulheres. O vestido de couro, por si só, tem a capacidade de transformar qualquer visual, por mais simples que seja a peça, em um artigo elegantemente subversivo e poderosamente sensual.

Use um modelo diferenciado (visual arrojado), com scarpins atualizados (visual fashionista), um modelo militar com bolsa de alça de correntes (visual “eu domino a arte da moda”), com cardigan e meia-calça (visual romântico), um modelo colorido (visual jovial), com um cinto inusitado (visual estiloso).

Evite modelos excessivamente justos em qualquer idade, e use modelos comportados e cores gradualmente mais claras conforme a idade for avançando. O visual dominatrix que a cor preta confere só fica bem em mulheres abaixo dos 40 anos.

Blusa e camisa de couro:

camisas_couro cópia

Esta é a real novidade quando falamos em novos usos do couro: a confecção de blusas e camisas no material!

As primeiras versões foram lançadas há uns 4 anos, e, desde então, a oferta só tem aumentado. De grandes marcas internacionais de moda, a redes de fast fashion mais acessíveis, todas tem ao menos um modelo em suas grades de coleção.

Em se tratando tanto de blusas quanto de camisas, há uma boa variedade de cores e modelos. Portanto, a escolha da peça vai depender do estilo pessoal e da ocasião em que é pretendido usá-la.

Use com calças jeans (visual casual), com calça de alfaiataria (visual arrojado), com saia de tweed (visual inesperado), com saia longa (visual elegante), com calça cigarrete (visual retrô), com bermuda (visual despojado).

Evite SEMPRE usar em conjunto com casaco ou jaqueta de couro (é informação demais na parte superior do corpo).

Fatos recentes:

Em sua proposta para o outono-inverno 2010/11, o estilista escocês Christopher Kane, além de misturar renda, couro e vinil em uma mesma peça, ainda bordou o couro com motivos florais coloridíssimos. O resultado foi definido por ele da seguinte forma: “ironia e perversão”.

Eu adorei!

ckane

Christopher Kane outono-inverno 2010/11.

A estilista brasileira Patricia Viera, que desde 1998 possui marca própria onde trabalha com confecção em couro, criou, para sua coleção de primavera-verão 2012/13 peças cujo couro recebeu estampas de tatuagem.

O couro foi artesanalmente pintado pela tatuadora gaúcha Tita Herberts. A temática das estampas é o Havaí, com seus hibiscos, a influência japonista, com suas carpas, flores de lótus e temas tropicais.

pviera

Patricia Viera primavera-verão 2012/13.

Depois das estampas de tatuagem, Patricia lançou, para o outono-inverno 2013 de sua marca, peças em couro grafitado.

Os desenhos são resultado da parceria com o grafiteiro Bruno Bogossian, do coletivo Flesh Beck Crew, que foi quem grafitou os modelos, peça por peça!

A aceitação e procura pelas peças “tatuadas” e grafitadas foi tanta que a marca continua a produzir modelos com a mesma proposta.

pviera8

Patricia Vieira com Ashley Bryan, Aslaug Magnusdottir e Taylor Tomasi Hill (embaixadora da marca no exterior e teve seu rosto e nome exclusivamente grafitados em uma jaqueta).

Algumas dicas para aproveitar melhor a tendência:

– Existem modelos texturizados/perfurados que oferecem uma sensação térmica mais agradável no verão.

– É mais comum encontrarmos peças na cor preta. Porém, eu recomendo que também sejam buscadas peças coloridas, tanto para serem usadas no inverno, quanto no verão. A vida tem muito mais graça quando o nosso visual está colorido! 😀

– O couro confere uma aura mais agressiva a quem o está usando. Atente bem para este fato, porque uma imagem vale mais que mil palavras. Se a intenção for mesmo esta, siga em frente!

– Sempre deixe o couro arejar antes de guardá-lo, e nunca guarde-o em locais úmidos. Quando o forro apresenta manchas de mofo é sinal de que o couro já mofou por dentro há muito tempo… e a sua peça pode estar comprometida.

– Se estiver em uma dieta de emagrecimento, aguarde perder todo o peso desejado antes de comprar qualquer peça de couro (exceto jaquetas). O couro pode ser ajustado em alguns pequenos casos, mas o resultado poderá ser desastroso.

– O último e não menos importante: considere, de coração, comprar uma peça sintética ao invés de uma peça em couro legítimo. Os laminados sintéticos da atualidade apresentam gramaturas e texturas leves e maravilhosas que não deixam a desejar em relação ao couro animal, além do fato principal de que o sintético é totalmente CRUELTY FREE! 😉

E aí, qual é a sua peça desejo?

Imagens: reprodução.

 

 

 

 


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4 pensamentos em “As novas apresentações do couro

  • Lucia Eliete

    Gostei das colocações sobre o couro e suas várias maneiras de usar e principalmente do último comentário, recomendando o laminado sintético. Os nossos “amiguinhos” agradecem do fundo do coração.

    • Alessandra Autor do post

      Obrigada pela sua visita e participação. Realmente, evitar usar couro legítimo é a melhor maneira de proteger os animais, sejam eles quais forem!
      Abraço!