Limpeza anual do guarda-roupa


Para muitos, os finais de ano chegam carregados de simbologia. Alguém já ouviu aquela máxima que prega que todos os finais de ano encerram um ciclo para dar lugar a outro?

Pois muito bem! Independentemente de sua crença, saiba que o fim de ano, além de ser uma ótima ocasião para um balanço dos últimos 12 meses, é também a melhor época para aquela limpeza geral do guarda-roupa.

Não me refiro somente à limpeza propriamente dita (cujos passos também citarei aqui), mas também àquela meticulosa, que extrai tudo aquilo que não apresenta mais propósito de estar onde esteve até agora.

Existem razões bastante convincentes para que você faça isso:

-Acumular não é sustentável. Um grande volume de pertences requer mais móveis para armazenamento, e isso, por sua vez, requer mais árvores cortadas. Portanto, seja sustentável.

– O mundo está cheio de pessoas carentes, que não têm o que vestir. Que tal fazer a sua parte distribuindo entre essas pessoas aquilo que não usa mais?

– Movimento gera movimento. Se a sua vida anda meio parada, um twist no guarda-roupa pode ser um bom começo para uma nova fase.

– Descartar itens sem utilidade em nossas vidas traz um grande alívio, que muitas vezes pode ser sentido fisicamente.

Vamos à parte prática. Por onde começar?

Higienização do armário

1- Abra seu armário ou closet e descarregue todo o conteúdo em cima da cama (é o melhor lugar para visualizar o quanto há na totalidade).

2- Disponha de um pano limpo e seco para tirar o pó. Depois de efetuada esta ação, pegue outro pano branco e limpo, umedeça-o com água, passe-o no sabão neutro com cuidado para não “carregar na mão” (a quantidade deve ser suficiente para limpar com suavidade sem fazer espuma) e em seguida limpe com cuidado todas as prateleiras, portas e fundos em que as roupas encostam.

3- Terminada essa limpeza, pegue outro pano limpo, umedeça-o com água e use-o para retirar qualquer vestígio de sabão do armário/closet. Repita essa ação até que não seja mais necessária. Não use nenhum outro produto além do sabão neutro.

4- Deixe o armário secar naturalmente. Esse processo é importante para arejar o móvel e livrá-lo de odores.

Panos brancos e limpos e sabão em barra neutro.

Seleção das roupas que irão embora

Eu sei o quão difícil é nos desfazermos de certas coisas, seja porque foram presentes de alguém, seja porque “testemunharam” fatos marcantes de nossas vidas, mas a verdade é que renovar é preciso.

Regras para nortear sua tarefa de exclusão (chame alguém para lhe ajudar)

Elimine:

1- Roupas que não são usadas há mais de um ano. Se você ficou tanto tempo sem usá-las, já não são tão necessárias. 

2- Roupas manchadas. Se você usá-las, transparecerá despreocupação com sua higiene pessoal.

3- Roupas que não têm um bom caimento, ou seja:

* deixam gordurinhas, barriguinha e/ou celulite à mostra;

* apertam o corpo, transformando-o em um produto embalado a vácuo (lembre-se, se aperta em um lugar, salta em outro);

* são folgadas demais e modificam a estrutura do seu corpo a tal ponto que você parece ter volumes onde não tem.

4- Roupas deformadas, que não têm mais jeito nem mesmo mandando consertar no melhor alfaiate/costureira existente.

5- Roupas com proposta desatualizada. Roupas tidas como fora de moda há eras passam a imagem de alguém que parou no tempo, e hoje em dia uma pessoa desatualizada é tida como conservadora em qualquer esfera (já ouviu que ser tecnofóbico passa um péssimo atestado a seu respeito? o princípio é o mesmo).

6- Roupas cujas cores não o favorecem nem um pouco.

7- Roupas que não favorecem seu corpo e fazem você parecer gordo ou magro demais.

8- Roupas que não sejam do seu estilo.

9- Roupas inadequadas para sua idade. É péssimo bancar a gatinha/gatão depois de uma certa idade, mas também é ruim parecer mais velho.

10- Roupas que não servem mais em você. Você engordou vários quilos nos últimos anos? Ok! Mas de que adianta manter essas roupas estocadas? Dentro do seu guarda-roupa, elas riem maldosamente da sua cara enquanto você luta para emagrecer. Deixe de ser masoquista e passe-as adiante. Depois de voltar ao seu peso, você ansiará por roupas novas, condizentes com seu novo estilo de vida e dentro do contexto atual da moda. Simples assim!

Reorganização das roupas

Em linhas gerais:

1- Nas gavetas, organizadas separadamente de acordo com tipo e cor, ficam as roupas íntimas, meias, pijamas e roupas de praia. 

2- Nas prateleiras ficam os tricôs, as roupas de malha e as roupas de ginástica organizados por tipo: mangas longas embaixo e mangas curtas em cima, calças de ginástica longas embaixo e curtas em cima. Os itens podem ser separados por cor, e cada um deve estar em uma prateleira separados por tipo.

3- Calças e saias devem ser penduradas em cabides com pegadores, e nunca dobradas. Saias devem ser presas pelo cós, e calças, pela barra. Deixe as características que facilitam a identificação ficarem visíveis. Pode-se pendurar até duas peças por cabide.

4- Ternos e tailleurs nunca devem ser separados. Coloque-os em um mesmo cabide seguindo as instruções descritas acima para as calças e saias.

5- Vestidos devem ser pendurados em cabides. Os de alcinha devem ser postos em cabides com nervuras, para segurar as alças no lugar. As barras dos vestidos devem permanecer sempre esticadas sem tocar o assoalho do guarda-roupa, a fim de que não fiquem marcadas.

6- Casacos devem ser guardados em cabides com extremidades que imitam o volume do ombro humano, de modo que a peça não se deforme.

7- Roupas de festa devem ser guardadas dentro de capas de TNT próprias para serem penduradas em cabides.

8- Gravatas podem ser guardadas enroladas em nichos específicos ou penduradas em estruturas específicas. Jamais guarde gravatas com o nó feito, pois isso estraga a peça.

9- Cintos devem ser pendurados pela fivela em cabides ou ganchos específicos dentro do armário.

10- Lenços e echarpes podem ser guardados em gavetas ou em caixas de acrílico.

11- Bijuterias devem ser guardadas em caixas com separações, de madeira ou acrílico.

12- Bolsas devem ser guardadas dentro de sacos de TNT em prateleiras, sendo que as mais pesadas ficam embaixo e as mais leves ficam em cima.

13- Sapatos devem ser guardados em sapateiras e fora das caixas de papelão, separados por cor e tipo. Os menos usados devem ser guardados em sacos de TNT. Existem fôrmas para conservar o formato do sapato, à venda em lojas especializadas.

Uma dica útil! Algumas pessoas gostam de colocar sabonetes especiais entre as peças de roupa para perfumá-las, o que pode atrair um grande problema: traças! Para evitar isso, caso você opte por colocar sabonetes entre as roupas, não se esqueça de descartar as embalagens de papel substituindo-as por saquinhos de TNT.

Esse TNT está em todas! 😀

Caixa plástica organizadora, caixa plástica organizadora com divisões pequenas para bijuterias, saquinhos de TNT com visor cristal para os sapatos e organizador de gravatas (ou meias) em nichos.

Em sentido horário: capa de TNT para roupas com visor cristal, cabide para cintos, cabide para ternos, tailleurs, calças e saias com nervuras para alça de vestido e cabide para casacos com lateral arredondada.

Ufa… Esse foi longo!

Queridos, seguindo essas dicas, vocês começarão 2013 com um guarda-roupa muito mais funcional, levando-os a perder menos tempo na hora de escolher o que vestir e na hora de fazer a manutenção da arrumação.

Leia com atenção e coloque em prática antes que o ano acabe! 😉

Beijos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.