Bomber jackets ou aviator jackets


As jaquetas bomber originaram-se das flying jackets, que foram desenvolvidas para o exército norte-americano em 1917.

Nesta época, as cabines dos aviões eram abertas e os pilotos precisavam de um agasalho que também não prendesse os seus movimentos na hora de executar voos.

Usualmente, os pilotos adornavam os seus casacos com mensagens, o que era bastante útil, uma vez que era possível identificar o tipo de aeronave que pilotavam, o número de missões completadas e mapas. Isto chamamos, hoje, de customização.  🙂 

Com a evolução das aeronaves e das tecnologias têxteis os casacos sofreram alterações e passaram a ser chamados de bomber.

Os novos modelos eram mais leves e suas características principais foram mantidas: abertura frontal e elásticos na cintura e nos punhos.

O filme “Top Gun – Ases Indomáveis”, de 1986, com Tom Cruise, trouxe, definitivamente, a jaqueta bomber para o uso na vida cotidiana.

Tom Cruise e Kelly McGillis no filme Top Gun, 1986.

Modelo com gola de pele usado com colete de tweed e calça jodhpur: retrô.

Versão mais esportiva quando usada com agasalho de moletom.

 

Em verde militar, customizada com patches. A calça rasgada complementa a rebeldia.

De couro, usada como sobreposição a camiseta alongada. Fashionista!

Uma proposta diferente na cor marsala usada com abotinado brogue.

Em 2011, o personagem de Ryan Gosling no filme “Drive”, indicava que, mais uma vez, a bomber estaria bombando de volta à moda.

Modelo confeccionado em tecido acetinado.

Fonte de pesquisa: site FFW. Imagens: Pinterest.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *